Ira

Letra: Gritos na multidão

Autor: Edgar Scandurra

Álbum: Vivendo e não aprendendo/ 1985

Sabe faz, faz tanto tempo faz
Já faz um tempo faz, estou querendo mais
Preciso ir embora, tomo uma coca-cola
Não se preocupe mais
Eu não perturbo mais
Já disse adeus à mãe, já disse adeus ao pai

Estou desempregado, estou desgovernado
A fome me faz mal, estou passando mal
Mas vou entrar na luta, eu vou sair na rua
Já vejo a poluição
Já esta ficando perto
Esse e o coração da maquina do esperto

E aqui estou então, não estou sozinho não
É mais de um milhão, ninguém mais pensa irmão
Existe confusão

Gritos na multidão
É o fim da convenção
Gritos na multidão
Pobre de ti irmão

Link: http://www.vagalume.com.br/ira/gritos-na-multidao.html#ixzz2EnAp9fHU

Anúncios